ADPEP participa de Sessão Extraordinária do CSDP que nomeia o novo Defensor Público Geral da Defensoria Pública

A reunião foi virtual, pelo aplicativo zoom. Durante sua fala, o Presidente da ADPEP destacou a importância da nova gestão manter um diálogo constante com a ADPEP e com os Defensores e as Defensoras Públicas

89

 

O Presidente da ADPEP, Marcus Vinicius Franco, participou na manhã desta quarta-feira (24) da Sessão Extraordinária do Conselho Superior da Defensoria Pública do Pará que deu posse ao novo Defensor Público Geral da Defensoria Pública, João Paulo carneiro Ledo. Ele comandará a instituição no biênio 2020-2022.

A reunião foi virtual, pelo aplicativo zoom. Durante sua fala, o Presidente da ADPEP destacou a importância da nova gestão manter um diálogo constante com a ADPEP e com os Defensores e as Defensoras Públicas. “Não se faz uma gestão de portas trancadas. É necessário diálogo permanente com a ADPEP e com o sindicato dos servidores. A ADPEP é a instituição que luta pela carreira da classe, portanto, todos(as) podem contar com a entidade para uma carreira valorizada”, disse Marcus Vinicius Franco.

O Presidente destacou, ainda, entre as medidas de valorização, a luta da ADPEP pelo aumento de cargos, de modo que haja até um(a) Defensor(a) em cada Comarca do Estado até 2022, como determina a EC 80/2014.

Marcus Vinicius ressaltou também a importância da Defensoria Pública para a sociedade. “Uma pesquisa realizada pela FGV, por exemplo, em em setembro de 2019, revela que a Defensoria Pública tem a melhor avaliação entre todas as instituições do sistema de Justiça, sendo aprovada por 78% dos entrevistados. Além disso, a instituição é bem aprovada por 86% dos advogados”, recordou. “A Defensoria é a instituição que cuida dos mais vulneráveis, portanto imprescindível à sociedade”, finalizou.

Empossado, o novo DPG agradeceu a toda a equipe que fará parte da sua gestão, ao governador do Estado, Helder Barbalho, e à Sub-Defensora Pública Geral, Mônica Belém Palheta. Ele também frisou que se elegeu com a proposta de fazer uma transformação organizacional na DP, a fim de que se torne uma instituição mais saudável, mais justa, equânime, e que garanta uma condição de trabalho digna a todos e todas.