ADPEP completa 31 anos de defensa das prerrogativas dos Defensores Públicos paraenses

Ao longo dessas três décadas, foram 11 gestões além da atual, que tem como Presidente a Defensora Pública Mônica Belém.

84

 

A Associação dos Defensores Públicos do Pará (ADPEP) completou 31 anos nesta segunda-feira (17). Desde 1987 a Associação segue sua missão de defender as prerrogativas das Defensoras e Defensores Públicos, seus direitos, interesses e livre exercício.

Ao longo dessas três décadas, foram 11 gestões além da atual, que tem como Presidente a Defensora Pública Mônica Belém.

A Associação foi criada em um período pós-ditadura, recorda o Defensor Público Carlos Sousa. “Nós estávamos entrando em uma abertura política. Antes vivíamos sob o regime militar, e, portanto, tinha-se dificuldade de criar associações. Com a abertura, embarcamos nessa oportunidade e criamos a Associação dos Defensores Públicos do Pará”, explica o Presidente em dois mandatos – de 1988 a 1990 e depois de 1996 a 1998.

Aquisição do prédio, em 2002.

Naquela época, além da criação da Associação, outras duas conquistas foram a equiparação salarial e a criação da Lei Complementar nº 13.

O ano de 2018 também foi especial para a ADPEP, com a adesão de novos associados, conquistas e projeções e diálogo da Associação com representantes do Ministério Público, com o judiciário e o legislativo. Em março deste ano iniciou-se a gestão da Presidente Mônica Belém, cuja chapa tinha como slogan: “Porque integrar é preciso”.

O Planejamento Estratégico, por exemplo, iniciado no mês de setembro deste ano, é uma ação inovadora da atual gestão. Ele é feito com base em um feedback dado por todas as associadas e associados. “Todo mundo participa do processo”, explica Mônica Belém.

Inauguração do prédio, em 2002.
I Encontro dos Defensores Públicos do Pará, em 1990.

Este mês as Defensoras e Defensores Públicos também assistiram à aprovação na ALEPA do Fundo Especial da Defensoria Pública, que ajudará no aparelhamento da Defensoria. O projeto é fruto da luta de várias pessoas e órgãos, entre eles a ADPEP.

A aproximação da entidade de classe dos candidatos ao Governo do Pará e da atual gestão governamental é outro diferencial que coloca a associação em um caminho promissor. À época, a criação de um relatório ajudou as associadas e associados a conhecerem os projetos dos candidatos para os Defensores Públicos paraenses.

“Nesses 31 anos desejo vida longa à ADPEP”, disse Mônica Belém. “Estamos no caminho certo, com respeito, união e integração”, frisa o Vice-Presidente Marcus Vinicius.

Revitalização do prédio, em 2012 e 2013.

Fatos que marcaram

1990 – I Encontro dos Defensores Públicos do Pará

2002 – Aquisição do prédio

2002 – Inauguração do prédio

2012e 2013 – Revitalização do prédio

2012e 2013 – Criação da bandeira

Retrospectiva 2018

Início do mandato da atual gestão em março de 2018

Lançamento da Campanha Nacional da ANADEP em Belém

Diálogo com os representantes do Ministério Público, Judiciário e Legislativo

Sessão especial na ALEPA pelo Dia Nacional da Defensoria Pública

Atuação nas reuniões da ANADEP e nas Comissões Especiais da ANADEP

Realização do Planejamento Estratégico da ADPEP

Adesão de novos(as) associados(as)

Integração com os(as) aposentados(as)

Divulgação e valorização do trabalho do(a) Defensor Público(a)

Festa de confraternização

Diálogo com o parlamento e união de esforços para a aprovação do PL do FUNDEP

Entrega do presente de Natal e kit agenda

Campanha de fim de ano de arrecadação de brinquedos e roupas para crianças

A aproximação da entidade de classe dos candidatos ao Governo do Pará e da atual gestão governamental

Criação de um relatório para as associadas e associados com os projetos dos candidatos ao Governo do Estado para a defensoria Pública e os Defensores Públicos paraenses.